segunda-feira, 2 de julho de 2012

Luiz Lua Alegria

Luiz Lua Alegria


Com a sanfona no peito
Em programas de auditório.
Época de ouro do rádio,
Como músico provisório.
Valsas, tangos e marchinhas,
Mas lideranças mesquinhas
Não lhe deixavam cantar.
Não davam vez ao matuto,
Mas o moço foi astuto,
Arranjou jeito de cantar.
Buscou mudar sua sina,
Enfrentou o sacrifício,
Tocou sanfona no mangue
Era o baixo meretrício.
Foi por lá, em certo instante,
Que uma turma de estudante
Pediu-lhe, em nome da sorte,
Para lembrar sua terra:
Toque um som do pé de serra,
Do nosso torrão do norte!

                                                         Paulo Matricó (Trecho do livro)

O cordel de uns tempos prá cá vem mudando de cara, agora tem jeito de livro, daqueles que você coloca em pé e ele fica. Não dá para pendurar no cordão como nas suas origens. A técnica de construção dos versos no entanto continua a mesma, respeitando métrica e rima da modalidade, isto prova que na arte pode-se inovar sem perder autenticidade.

Luiz Lua Alegria, cordel ilustrado de Paulo Matricó contando e cantando a saga de Luiz Gonzaga é uma contribuição de peso neste ano dedicado ao Rei do Baião merecedor de todas as homenagens que lhe são prestadas por artistas das mais diversas áreas.
Transcrevo aqui os escritos do poeta Jessier Quirino na orelha do livro que fala com muita propriedade deste trabalho do cantor e cordelista Tabirense.
 “Entre os repentistas sertanejos, o baião é uma breve introdução musical, executada antes e durante o desafio dos cantadores. Em meados dos anos 40 chega Luiz Gonzaga e acrescenta um verbete à palavra.
Aqui, de forma bem cuidada, o poeta e músico Paulo Matricó (que também canta o Nordeste), narra a história do Mestre, conforme as regras cordelescas que exigem métodos e cronologia.
De verdade verdadíssima o Mestre Lua é bem dizer um galo com sintomas de Luiz.
Galo sanguíneo, valente; galo doido, alegrador; galo arrastador de asas; galo bom, despertador.

...E Quando o baião chegou o bolero baixou a crista.

Viva a Luiz!”
                               Jessier Quirino

Paulo Matricó me confidenciou que tem planos no futuro para complementar a obra, vamos aguardar.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...